Armazenando alimentos: Recipiente de vidro ou de plástico?

Hoje em dia não é raro de encontrar pessoas que tenham dupla ou até tripla jornada, então o armazenamento de alimentos em recipientes, sejam eles crus ou não, vem crescendo cada vez mais. E junto com isso, vem também uma dúvida, onde seria melhor armazenar, em recipientes de plástico ou de vidro? A seguir vamos ver os pontos positivos e negativos de cada um.

E agora? Recipientes de plástico ou de vidro?

Há quem defenda o uso do recipiente de vidro e também, quem não abra mão do recipiente de plástico. Ambos tem seus prós e contras, então, vamos lá.

Os recipientes de plástico são práticos, baratos e facilmente encontrados em nossas cozinhas, apesar de nem todos serem ideais para armazenar alimentos. Se optar por potes de plástico, dê a preferência para recipientes que tenham a informação de “BPA free” e evite os que apresentam no fundo da embalagem os números 3 ou 7 dentro de um triângulo.

No Brasil, desde 2012 é proibida a utilização de Bisfenol-A (BPA) na produção de recipientes para o acondicionamento de alimentos. Pois esse é um composto químico que contamina o alimento ao permanecer em contato com ele. Existem também outros diversos compostos químicos que liberam toxinas podem oferecer um risco a saúde. Além disso o plástico é mais poroso, o que favorece à aderência de bactérias, deixando a higienização mais difícil.

Quem nunca teve um pote de plástico manchado depois de guardar aquela sobrinha de macarronada com molho?

 

Já os recipientes de vidro, são reutilizáveis, podemos reaproveitar o pote que compramos no mercado, como o de azeitona e palmito por exemplo. O vidro possui química em sua produção, porém elas não reagem em contato com os alimentos. O vidro não é poroso, sendo assim, não deixa cheiro e nem gosto e não favorece à aderência de bactérias. Além de sua higienização ser bem mais prática e eficiente, sendo possível até realizar a sua esterilização.

Podemos também comprar em lojas de produtos para casa e cozinha, onde podemos encontrar os potes de vidro com tampa hermética, que vedam totalmente evitando a troca de ar fazendo com que o alimento dure por mais tempo.

Salada no Vidro - Saladanopote.net
Salada no Vidro – Saladanopote.net

Considerações finais sobre os recipientes:

Plásticos

  • Práticos e baratos;
  • Riscam com facilidade;
  • São porosos, deixam cheiro, gosto e favorecem a aderência de bactérias;
  • Higienização mais difícil;
  • Mancham com facilidade;
  • São leves;
  • Não quebram;

Vidros

  • Práticos e reutilizáveis;
  • Não riscam com facilidade;
  • Não deixam cheiro nem gosto e não favorecem a aderência de bactérias);
  • Higienização fácil, podendo ser esterilizado;
  • Sempre limpos e sem manchas;
  • São mais pesados;
  • Quebram;

O vidro é, de longe, muito melhor para o armazenamento, porém, para transporte é mais frágil e pesado. Opte sempre pelos recipientes de vidro para armazenar alimentos preparados, que vão à geladeira.

Desde que se analise a qualidade do plástico ele é bom e pode auxiliar muito nossa vida na cozinha, utilize-os sem receio algum para armazenar alimentos crus. Se o alimento estiver armazenado na geladeira em pote de plástico e for necessário levá-lo ao microondas, considere passar para um prato ou recipiente de vidro para poder aquecê-lo sem riscos à saúde.

 

E você, costuma armazenar seus alimentos em qual recipiente? Tem alguma dica ou sugestão? Conte pra gente, deixe sua mensagem nos comentários.

Um abraço, e até a próxima. 🙂

Gostou? Dê 5 estrelas!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, average: 5,00 de 5)
Loading...